Simples Agenda Blog para pequenas empresas

Como calcular a margem de lucro ideal de uma empresa?

FINANCEIRO

Redator Simples Agenda
16 min leitura 18/11/2021

Abrir uma empresa é um sonho compartilhado por milhares de brasileiros. Afinal, ter seu próprio negócio é uma grande oportunidade para se conquistar independência financeira e ainda flexibilidade de horários.


No entanto, para que tudo saia conforme o planejamento é fundamental prezar por um bom controle financeiro, especialmente, na hora de calcular a margem de lucro ideal dos produtos ou serviços da sua empresa. 


Mas, como fazer isso? Neste conteúdo você vai aprender, de uma vez por todas, o que é margem de lucro ideal e como calculá-la adequadamente. Confira!

O que é margem de lucro? 

De maneira simplificada, a margem de lucro é a porcentagem que define quanto a empresa ganhou verdadeiramente. 


Ou seja, quanto "sobrou" no caixa depois de realizar o pagamento de todos os custos relacionados a produção e venda do produto ou a prestação do serviço.


Para isso, a margem de lucro relaciona o lucro bruto obtido e a receita total da empresa. As fórmulas são:


  1. Lucro bruto  = receita total (valor recebido) - custos


  1. Margem de lucro bruta = lucro bruto / receitas totais x 100


Complicado?! Calma, que com o exemplo vai ficar mais simples:


Imagine uma prestadora de serviço que cobra R$150 por cada atendimento. Para ir até ao cliente, a empresa tem gastos com transporte, alimentação do funcionário e mão de obra, totalizando um custo de R$110,00 por cada atendimento.


Ao realizar os devidos cálculos, percebe-se que a margem de lucro de cada atendimento é de R$50,00.


E para calcular o lucro de determinado período a conta é a mesma. Então, você deve somar todo o faturamento e subtrair todos os custos relacionados. Por exemplo, imagine que a mesma empresa fatura R$15.000 e gasta 11.000 todos os meses.


Então, o lucro bruto é de R$4.000.


No entanto, os valores em reais não são o suficientes para que a empresa conheça a lucratividade do empreendimento. Por isso, a próxima etapa é calcular a margem de lucro, que nesse caso é: (4.000/15.000) x 100 = 26,7%. 


Portanto, o objetivo de toda a empresa é definir a margem de lucro ideal para que se tenha um empreendimento rentável e competitivo no mercado.

Porque você deve calcular a margem de lucro?

A pesquisa Causa Morti realizada pelo SEBRAE comprova um cenário que já era esperado: a má gestão financeira, especialmente relacionada à falta de rentabilidade, é o principal motivo para a falência da maioria das empresas no Brasil. 


Por isso, calcular corretamente o lucro é o básico para quem quer ter um negócio sólido e estável. Somente assim será possível garantir uma lucratividade competitiva e saudável para o empreendimento.


Além disso, a margem de lucro permite que o empreendedor entenda o quão rentável é o seu empreendimento em longo prazo. Por exemplo, a empresa que idealizamos no tópico anterior tem lucro de R$4mil e rendimento de R$15mil, como resultado, tem uma margem de lucro de 26,7%


Tal percentual é a margem de lucro ideal para diversas empresas e é um cenário muito mais confortável do que, por exemplo, uma empresa que tem rendimento de R$120 mil e tem os mesmos 15 mil de lucro (margem de 12,5%).


Portanto, definir a margem de lucro é importante porque simplifica a interpretação dos dados, colabora para a precificação adequada, além de ser o valor usado como referência na hora de solicitar empréstimos e investimentos para expansão empresarial.

Qual a diferença entre margem de lucro bruta e líquida?

Como vimos, a margem de lucro ideal é uma das métricas mais importantes para empreendedores que querem ter sucesso. Afinal, ela permite que se defina qual é a porcentagem de lucro do mês e se avalie o qual rentável é um empreendimento.


Mas, na prática existem dois diferentes tipos de margens de lucro e é essencial que o empreendedor conheça cada uma delas para que ele aplique a fórmula mais adequada para o seu objetivo. São elas:

Margem de lucro bruta

A margem do lucro bruta considera apenas o lucro bruto (o que "sobrou" depois de retirar os gastos com a produção do produto ou prestação do serviço) e a receita.


Como vimos, para calculá-la deve-se apenas dividir o lucro bruto pela receita e multiplicar o resultado por 100 para simplificar a interpretação.


Vale destacar que a margem de lucro bruta é importante para definir o preço adequado de cada produto ou serviço que será comercializado. 

Margem de lucro líquida 

Já a margem de lucro líquida, além de levar em conta os custos para produção ou execução do serviço, também considera descontos, impostos, gastos com tributações, aluguel, despesas administrativas, entre outros custos.


Portanto, para calcular a margem de lucro líquida utiliza-se a mesma fórmula, mas é necessário descontar todos esses custos, inclusive, despesas fixas e despesas variáveis relacionadas à venda. Ou seja: 


Margem de lucro líquida = (lucro líquido após os impostos / receita total) x 100


A margem de lucro líquida é importante para que a empresa realmente saiba quanto está lucrando mensalmente, e não por produto ou serviço.

Como avaliar sua margem de lucro atual?

Antes de tudo é preciso dizer que realmente existe uma margem de lucro ideal, mas ela é diferente para cada empresa.


Isso porque o percentual vai depender de diversos fatores, por exemplo, se a empresa é uma prestadora de serviço, se comercializa produtos, qual seu segmento de mercado entre outros fatores.


O que se tem atualmente é uma média de margem de lucro para cada setor:


  • Setor de serviços tem como margem de lucro ideal a partir de 20%;

  • Setor de comércio tem como margem de lucro ideal entre 10 a 15%;

  • Setor de indústria tem como margem de lucro ideal de 6 a 8%.


Mas, vale destacar que esses valores são apenas uma média geral e não uma regra, uma vez que cada empresa tem as suas próprias particularidades e, portanto, sua própria margem de lucro ideal.


Cabe ao gestor avaliar o atual cenário do empreendimento e definir quais são os seus objetivos para calcular a margem de lucro mais adequada.

Como definir a margem de lucro adequada? 

Separamos três dicas para te ajudar a definir a margem de lucro ideal, confira:

  1. Defina o preço adequadamente

Calcular a margem de lucro é fundamental para que você saiba administrar bem o lucro dos produtos ou serviços disponibilizados e o valor de cada um deles. 


Por isso, o empreendedor deve se preocupar em definir um preço competitivo no mercado e ainda sim lucrativo. Para isso, observe a concorrência, a média de preço da região, a qualidade dos produtos e o que você pode oferecer de diferencial.


Para saber mais sobre precificação, acesse o conteúdo completo sobre o assunto.

  1. Revise seus custos e gastos

Outra métrica importante relacionada a margem de lucro ideal são os gastos e custos da empresa. A nossa dica é que você faça um controle rigoroso sobre tudo que sai do caixa, desde o cafezinho até grandes compras.


Isso permite que você analise com cuidado os custos e corte gastos desnecessários, a fim de minimizar os prejuízos e aumentar a lucratividade do empreendimento.


Acesse o link para entender como organizar as contas a pagar da sua empresa.

  1. Foque na margem de lucro

A lucratividade que a sua empresa atinge no mês é mais importante do que o lucro que você tem com cada produto. 


Portanto, na hora de definir os preços dos produtos ou serviços não pense exclusivamente o quanto você vai ganhar com cada venda. 


O ideal é traçar uma estratégia de venda para atingir a margem de lucro ideal.

Como um software de controle financeiro pode ajudar?

Se você acompanha o blog do Simples Agenda já sabe que um software de gestão financeira é uma ferramenta indispensável para o sucesso do seu empreendimento.


Ele auxilia na precificação dos produtos e serviços, no controle das contas a pagar, na definição da margem de lucro e até mesmo no controle do fluxo de caixa.


Portanto, um bom software de gestão colabora para que a empresa solucione boa parte dos desafios de organização, gerenciamento das finanças e dos demais processos de gestão, como relatórios, controle de vendas, controle de estoque e de serviços.


Desse modo, você elimina os "achismos" do seu empreendimento e consegue ser estratégico nas tomadas de decisões.


Quer simplificar o cálculo e melhorar a rentabilidade da sua empresa? Então, aproveite para testar gratuitamente o Simples Agenda, um software de gestão completo que vai otimizar o controle financeiro da sua empresa para te ajudar a crescer!