Simples Agenda Blog para pequenas empresas

Como começar um negócio do zero: aprenda agora!

EMPREENDEDORISMO

Gabriela Vitória Redatora Freelancer
16 min leitura 16/07/2020

Se você chegou até aqui é porque já entendeu que os pontos positivos de ter seu próprio negócio superam as dificuldades enfrentadas, principalmente, no começo.


Além de investimento financeiro (mesmo que baixo), começar um negócio do zero exige planejamento estratégico, muito estudo, bom controle das finanças, visão de oportunidade, conhecimento de mercado e muito mais.


Mas, se a sua ideia de novo negócio te inspira e faz brilhar os olhos, esse é o momento. A partir de agora cada minuto aplicado a sua empresa poderá gerar lucratividade no futuro, isso por que, você passa a ser dono do seu tempo.


A nossa missão aqui é guiar você nos primeiros passos, portanto, continue a leitura e aprenda dicas valiosas de como abrir um novo negócio!

6 dicas de como começar um negócio do zero!

Foi dada a largada. Você criou coragem e decidiu que esse é o momento certo para abrir um novo empreendimento. Então caneta e papel e vamos às dicas!

1. Crie um plano de negócios


O primeiro passo para começar um negócio do zero é criar um plano de negócios. Por mais que a sua ideia pareça infalível, é preciso prever diferentes cenários, desenvolver uma estratégia para crescimento entre os aspectos. 


Basicamente, fazer um planejamento representa definir onde sua empresa pretende chegar e qual caminho deve ser seguido para que as metas sejam cumpridas. Somente assim, o empreendedor poderá ter a certeza que a sua ideia é viável. 


O documento deve conter informações precisas e atualizadas sobre o setor, produtos e/ou serviços, fornecedores, correntes e até mesmo quem são os potenciais clientes. Ah! E é nesse momento também que o planejamento financeiro deve ser definido. 


Além disso, vale ressaltar que o planejamento é importante tanto para um novo negócio quanto para empresários que pretendem criar novas filiais. 


Uma dica incrível é fazer uma análise SWOT do seu empreendimento. A sigla que significa Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats, e em português pode ser traduzida como: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, ajuda o empreendedor a se fazer as seguintes perguntas:


  • quais são as forças da sua empresa;

  • quais são as fraquezas do seu negócio;

  • quais são as oportunidades no seu mercado;

  • quais são as ameaças no seu mercado.


Por mais que possa parecer complexo, com muito estudo sobre assunto tudo vai fazendo mais sentido. Um excelente curso gratuito que pode ajudar é Começar Bem do SEBRAE pensado para ajudar novos empreendedores a tirarem a ideia do papel. 


2. Aprenda mais sobre seu público


E claro que essa etapa está diretamente relacionada com o passo número um: a criação de um plano de negócios. Mas, ela é fundamental no desenvolvimento de alicerces sólidos para a nova empresa. 


Existem dois conceitos bem diferentes sobre o entendimento de ?quem? a empresa busca atingir: público alvo e persona. 


Definir o público alvo é uma maneira mais genérica de determinar para quem o novo negócio pretende vender. A persona é a criação de personagens fictícios que correspondem aos clientes ideias da empresa. 


Atualmente, a persona tem sido o modelo mais usado já que traz perspectivas mais específicas, portanto, permite a criação de estratégias mais direcionadas.


Mas, de todas as maneiras, na hora de conhecer os clientes não se pode ter preguiça. É preciso averiguar quais são as necessidades desses consumidores, a faixa etária, a localidade e até mesmo qual é o poder aquisitivo. Para tal, uma boa dica é montar um roteiro, ir a campo e conversar com as pessoas daquela região. 


3. Esteja online e invista em marketing digital


Começar um negócio do zero e colocá-lo na internet é um excelente caminho para criar novas oportunidades. E não só isso: segundo uma pesquisa realizada pela CNDL/SPC Brasil 97% dos internautas buscam informações online antes de comprar em lojas físicas.


Assim, fica mais fácil entender o impacto da internet para os empreendimentos. Uma boa dica para quem quer começar sem grandes investimento é cadastrar a empresa no Google Meu Negócio. Essa ferramenta gratuita da Google permite que os clientes encontrem você.


E para quem busca ainda mais espaço online, invista na criação de um site e em marketing digital. A junção dessas duas ferramentas é capaz de colocar empresas no topo além de claro, deixar o seu negócio aberto 24 horas por dia e 7 dias por semana.


Uma vez que a empresa conhece bem o seu público e entende as suas dores, a criação de um blog para o site pode atrair um grande número de potenciais clientes. Além disso, investir em estratégias nas redes sociais tem dado muito certo. 

4. Ofereça um bom produto/serviço e um diferencial 


Antes de mais nada, é preciso investir em bons produtos/serviços. Com tantas opções no mercado, o consumidor ganhou autonomia e se tornou mais exigente. Por isso, invista sempre em pesquisas de satisfação para entender como está a aceitabilidade do seu produto/serviço e como pode melhorar. 


Para sempre estar acompanhando o mercado ou até mesmo, um passo à frente dele não pare de estudar. Frequente cursos, feiras, palestras e congressos relacionados ao seu segmento. Esse é momento certo para desenvolver um bom networking, conhecer novos fornecedores e até mesmo clientes. 


E o que o seu novo negócio apresenta de diferencial em relação a concorrência? O diferencial pode estar em algum produto exclusivo, no preço do produto/serviço, mas normalmente, o melhor diferencial é aquele relacionado ao valor da sua marca.


Por exemplo, realizar um atendimento personalizado, criar uma embalagem que faça o cliente se sentir especial...são algumas formas que fazem o consumidor sempre se lembrar da marca. Crie o seu diferencial e faça com que as pessoas queiram falar bem da sua empresa. 


Se você ainda tem dúvidas em qual produto/serviço investir, conheça 10 modelos de negócios que estão em alta!

5. Estratégias de controle financeiro


Quando se pensa em ?como começar um negócio do zero? a primeira preocupação é sempre relacionada às finanças. Conquistar o retorno financeiro esperado e realizar um bom controle dos custos já são pauta desde o planejamento estratégico.


E não é para menos. Manter o empreendimento com o fluxo de caixa no verde é um desafio até mesmo para o empreendedores mais experientes. Mas, calma! Uma das principais dicas é organizar os registros das receitas e despesas e contar com o auxílio de ferramentas que permitam uma otimização do tempo e redução das falhas, como um software de controle financeiro.


Fazer cálculos como: Custo de Mercadorias Vendidas (CMV) e margem de lucro também ajudam na hora de manter um bom controle das finanças. Além disso, um erro recorrente que deve ser evitado é misturar as contas empresariais com as pessoais.


6. Tenha um software de gestão


Pensar em novas estratégias, manter um bom giro de estoque, organizar o controle financeiro, realizar um bom atendimento? com tantas tarefas não há como começar um negócio do zero sem organização e uma boa gestão. 


Além disso, no começo do empreendimento, uma das principais metas precisa ser evitar erros, assim como direcionar bem o tempo e os recursos. Dessa forma, é válido contar com a ajuda da tecnologia. Sem a integração entre diferentes setores da empresa, as tarefas ficam extensas e os processos manuais podem ocasionar erros humanos. 


Um sistema ERP reúne todas as funcionalidades necessárias para a gestão empresarial completa. Com funcionalidades que vão desde gestão de vendas, agenda online até completo controle financeiro e emissão de notas fiscais, o software proporciona a automação de tarefas, maior precisão das informações e integração entre os setores.


A grande maioria dos empreendedores que ainda faz uso de planilhas ou caderno de contas assume que a gestão empresarial pode ser melhorada. Com o passar do tempo e o aumento da demanda das atividades, seguir sem o auxílio da tecnologia passa a ser impossível. Por isso, já comece o seu empreendimento com os passos certos. 


O Simples Agenda é um Sistema ERP Online pensado para otimizar a gestão do seu negócio. O sistema oferece um excelente custo benefício e teste grátis por 35 dias - e não precisa cadastrar cartão de crédito! Comece agora e veja o que o sistema é capaz de fazer pela sua empresa.