Simples Agenda Blog para pequenas empresas

Como montar um consultório odontológico

ODONTOLOGIA

Gabriela Vitória Redatora Freelancer
14 min leitura 13/08/2020

Muitos novos profissionais dentistas já saem da graduação com o sonho do consultório próprio. Contudo, poucas faculdades ensinam os primeiros passos para empreender. É preciso dedicação e muito estudo para atingir o tão sonhado reconhecimento e a estabilidade financeira.


Mas, é bem possível! Segundo o CFO (Conselho Federal de Odontologia) o mercado odontológico foi o que mais cresceu na última década quando comparado a outros segmentos da saúde. 


Para margem, o Brasil está em 4º posição no ranking de higiene bucal mundial e o faturamento do setor de odontologia, nos últimos anos, foi de mais de R$38 bilhões.


No entanto, a grande concorrência exige ainda mais do profissional dentista. Por isso, para te ajudar a superar os primeiros desafios, separamos 6 passos de como montar um consultório odontológico. Preparado?! Então, vamos às dicas:

  1. Defina quais serão os serviços oferecidos e o diferencial 

O primeiro passo para montar um consultório odontológico é avaliar quais são as suas maiores habilidades como dentista. A  partir daí defina quais serão as especialidades e diferenciais do seu consultório.


Algumas possibilidades de especialidades são:


  • Dentística;

  • Implantodontia;

  • Odontopediatria;

  • Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo-faciais;

  • Odontologia estética;

  • Ortodontia;

  • Entre outras.


Uma boa dica para economizar com a locação do espaço e ainda oferecer mais serviços, é desenvolver parcerias com profissionais de outras especialidades. Assim, é possível também conquistar mais clientes. Afinal, para o consumidor é mais prático realizar todo o atendimento em um único lugar.


Outros profissionais preferem se especializar e tornar-se referência em uma determinada área, o que gera mais valor ao serviço. Mas, de todas as formas, antes de começar, se pergunte: qual característica trará o cliente para o meu consultório?


Por isso, é fundamental oferecer diferenciais. Por exemplo, tente parcerias com convênios e associações de funcionários, ofereça variadas formas de pagamento e mais de uma opção de tratamento. Além disso, precifique corretamente os serviços oferecidos se baseando em fatores como valores da concorrência, disponibilidade de equipamentos e suas especializações. 

  1. Determine seu público alvo

Agora é o momento de determinar qual o público que você quer atender: A e B ou C e D. A partir daí fica mais fácil definir uma estratégia. 


Por exemplo, você conseguirá melhor atingir ao público de trabalhadores e seus dependentes montando um consultório em um ponto estratégico, como próximo a uma estação de metrô ou de ônibus.


Mas, se você pretende montar um consultório odontológico para atender a classe alta é válido pensar em regiões centrais da cidade e que sejam facilmente acessíveis de carro.  


O mais importante agora é pesquisar bem o mercado e entender o que você pode fazer pelos clientes da região. Em seguida, pensar em estratégias de marketing para atingir ao público certo. 

  1. Escolha a localização

A escolha da localização influencia diretamente na concorrência que você enfrentará e na captação de clientes. Por isso, se pergunte: quantas clínicas semelhantes já estão funcionando no bairro escolhido?


Outro ponto que deve ser levado em consideração é onde você mora. Trabalhar perto de casa representa maior qualidade de vida, além de maior dinamismo nos horários de atendimento. 


Como exemplificado no tópico anterior, a escolha da localização está relacionada também com a determinação do público. E da mesma maneira, com a modalidade do serviço. 


Por exemplo, se você pretende investir na especialização em ortodontia, em que a maior parte do público é infanto-juvenil, vale a pena estar próximo à escolas. Assim, os pais podem levar os filhos antes ou depois das aulas e, você sabe que, por ali sempre terá uma grande clientela.

  1. Invista em estrutura e decoração

Com o espaço definido, é o momento de preparar o consultório para chegada dos pacientes. Antes de mais nada, o local deve estar conforme às normas e exigências da Vigilância Sanitária. Esse processo garante segurança aos pacientes e evita o pagamento de multas.


A ANVISA determina alguns ambientes obrigatórios em um consultório odontológico como sala de espera da paciente e acompanhantes e DML (Depósito para Material de Limpeza). Para saber mais sobre todas as normas que devem ser seguidas, acesse o link.


Para montar um consultório odontológico também vale a pena investir na fachada. Isso será importante para atrair novos consumidores devido a visibilidade. Para o interior, é válido contar com ajuda de um bom arquiteto, mas caso orçamento não permita, não se esqueça de pensar tanto na praticidade quanto no design

  1. Monte um plano de negócios

Montar um plano de negócios eficaz e condizente com a realidade é importante para avaliação do crescimento do consultório. Isso porque somente por meio de metas e estratégias, será possível acompanhar de perto a efetividade das suas ações. 


Portanto, constantemente você deve avaliar se suas práticas de gestão, retorno financeiro, estratégias de marketing digital e atendimento. Para isso, uma boa dica é usar de parâmetros objetivos e de fácil mensuração, como o famoso KPI (Key Performance Indicator, ou Indicador Chave de Desempenho, em português). 


Um exemplo de KPI muito usado por consultórios odontológicos é o número de pacientes atendidos por dia. Para colocar em prática você deve observar qual o valor médio de lucro com cada atendimento. Em seguida, determine qual será sua meta mensal de retorno financeiro. Dessa forma, é possível saber quantos paciente, em média, devem ser atendidos por dia.


Dentro do seu plano de negócios você deve definir prazos para bater as metas. Por isso, é importante contar com ferramentas para auxiliar na mensuração de dados, projeção das informações e controle financeiro, como um software odontológico. 

  1. Tenha um software odontológico

Como vimos, para montar um consultório odontológico é preciso mais do que conhecimentos e prática na área de odontologia, aqui noções de empreendedorismo se fazem mais que necessárias. 


Por isso, o dentista deve fazer uso da tecnologia para que reduzir as partes burocráticas e melhorar a gestão empresarial. E esse é o papel do software odontológico. Independente da maturidade do consultório, o uso da ferramenta é o caminho certo para que os demais processos funcionem corretamente. 


Por meio do sistema é possível realizar toda a gestão do consultório. O software odontológico oferece desde controle financeiro (receitas e despesas), emissão de notas, de boletos até agendamento online para melhorar o relacionamento com o cliente.


A funcionalidade de agendamento online possibilita, inclusive, o agendamento de consultas via Facebook e WhatsApp. O sistema odontológico também avisa automaticamente o agendamento do paciente, assim como, envia alerta próximo a data da consulta. 


De forma resumida, é uma solução completa pensada para atender dentistas e solucionar diversos problemas de gestão empresarial. 

Preparado para montar um consultório odontológico?

Então para revisar: você precisa definir quais serão os serviços oferecidos e os diferenciais do seu consultório. Monte um plano de negócios bem detalhado e defina qual público você visa atingir. Escolha a localização ideal e prepare a estrutura e decoração do espaço. Por fim, use a tecnologia a seu favor e tenha sucesso na gestão do consultório.


Gostou do texto? Continue acompanhando o blog do Simples Agenda para mais posts sobre o mundo odontológico e empresarial!