Simples Agenda Blog para pequenas empresas

Como calcular e aumentar o faturamento de uma empresa?

FINANCEIRO

Gabriela Vitória Redatora Freelancer
14 min leitura 12/11/2020

Quando se decide abrir um empreendimento é preciso estar disposto a estudar muito sobre finanças, afinal, sem um bom controle das contas é praticamente impossível realizar a manutenção e o crescimento da empresa.


Por isso, seguindo o nosso compromisso em ajudar no controle financeiro empresarial, hoje falaremos sobre faturamento. Esse conceito pode ser entendido como a soma de todas as vendas (de produtos ou de serviços) realizadas em um determinado período.


A grande questão é que o cálculo correto desse mecanismo financeiro pode ser mais importante do que você imagina. Além disso, o faturamento de uma empresa não é o mesmo que lucro ou receita. 


Quer saber mais? Então continue a leitura e descubra o que é faturamento e como calculá-lo. Acompanhe.

O que é faturamento?

Antes de nos aprofundarmos no assunto é preciso que você entenda bem o que é faturamento. Como dito, o faturamento é o resultado da soma de todas as vendas realizadas por uma empresa em um determinado período. 


Assim, pode ser entendido também como todo dinheiro que entra no caixa a partir da atividade comercial. Via de regra, o faturamento deve ser calculado todos os meses e no fim do ano. 


Veja um exemplo: uma loja de roupas vendeu 100 camisas de R$50,00 em um mês, logo, o seu faturamento nesse período foi de R$5000,00. Esse mesmo cálculo é válido para todas as empresas, independente se realizam a venda de produtos ou de serviços. 


É claro que apenas avaliar o faturamento pode fornecer ao empreendedor uma visão errônea quanto a saúde financeira do empreendimento. Isso porque mesmo que o faturamento chegue a casa de milhões, se os gastos ultrapassarem esse valor, a empresa estará tendo prejuízo.

Então, qual a importância de calcular o faturamento?

O faturamento é um indicador importante para avaliar o desempenho da empresa naquele período e acompanhar o crescimento das vendas. Ele também é usado no fluxo de caixa e é essencial para o cálculo correto do lucro. 


Além disso, esse indicador é importante para acompanhar efetividade de ações esporádicas. Por exemplo, depois de realizar uma campanha de marketing digital, se você observar um crescimento no faturamento, isso pode indicar o sucesso da campanha.


Outra função, é que o faturamento deve ser usado como base de cálculo para diversos impostos pagos ao governo. Isso porque, de acordo com o valor do faturamento no ano fiscal e o regime tributário da empresa, podem ser usadas diferentes alíquotas e tributações.


Por fim, o faturamento é usado como critério na hora de definir qual o porte da sua empresa e qual o enquadramento jurídico correto.

Qual a diferença entre faturamento líquido e bruto? E como calcular cada um?

Agora que já entendemos o que é o faturamento de empresa, vamos entender a diferença entre os dois tipos:

Faturamento bruto

O faturamento bruto é aquele que considera apenas todo o valor que a empresa recebeu por meio das vendas (tanto de produto, quanto de serviço) em um determinado período. 


Para calcular o faturamento bruto usa-se a seguinte fórmula: 


Valor da venda x quantidade vendida


É importante lembrar que quando se avalia o faturamento, deve-se considerar o valor integral da venda, independente se o cliente parcelou ou não.

Faturamento liquido 

Para calcular o faturamento líquido deve-se subtrair do faturamento bruto todos os impostos e deduções de venda cobrados em cada operação. Portanto, usa-se a seguinte fórmula:


FL = Faturamento bruto - deduções de vendas - impostos 


Os impostos mais comuns são: ISS (relacionado a prestação de serviço) e o IPI (relacionados a venda de mercadorias). Veja só um exemplo de como ficaria o faturamento líquido:


Imagine uma doceria que teve o faturamento bruto igual a R$1100,00. Mas, uma cliente desistiu de dois bolos depois que eles já estavam prontos e a empreendedora teve o prejuízo de R$100,00. Considere também 6% a taxa do imposto devido. Dessa forma, o faturamento líquido foi de:


Faturamento líquido = 1100,00 - 100,00 - 6% 


Faturamento líquido = 1000,00 - 6% 


Faturamento líquido = R$940,00

Qual a diferença entre faturamento e receita?

Por mais que: tanto receita quanto faturamento representam quanto dinheiro entrou no caixa por meio da vendas, há uma diferença entre eles.


Basicamente, o faturamento considera o valor integral da venda, independente se houve parcelamento. Assim, mesmo que o cliente tenha parcelado de 5 vezes, o faturamento considera o valor integral. Dessa forma, o faturamento faz uma previsão dos valores que vão para o caixa.


Já a receita, caso haja parcelamento, considera somente o valor que será recebido naquele mês. Por exemplo, em uma venda realizada neste mês, o cliente parcelou em 5 vezes, o faturamento vai considerar apenas a primeira parcela (caso não haja antecipação de recebíveis).

Qual a diferença entre faturamento e lucro? 

Por mais que essa seja uma confusão comum, é bem importante entender a diferença entre esses conceitos. De maneira prática:


O faturamento prevê quanto a empresa vai receber. Já para calcular o lucro você deve somar todas as receitas do período e subtrair os gastos da empresa.

3 dicas para aumentar o faturamento da sua empresa

Depois de entendermos bem os conceitos, que tal algumas dicas para aumentar o faturamento (e o lucro) da sua empresa? 

  1. Avalie sua margem de lucro

Antes de mais nada é preciso realizar a precificação correta de seus produtos. Isso porque de nada adianta vender muito se a margem de lucro for muito pequena, da mesma forma, uma margem de lucro muito alta pode prejudicar as vendas. 


Por isso, para aumentar o faturamento, reveja os preços dos seus serviços e/ou produtos. Veja aqui como calcular o preço de venda.

  1. Invista em marketing digital

Como dito, o faturamento está diretamente relacionado com o preço e quantidade de vendas, certo? Por isso, investir em estratégias para atrair mais consumidores pode ser o caminho certo para aumentar o faturamento. 


O marketing digital é muito extenso e diversas dicas podem contribuir para o sucesso da sua empresa. Dentre elas, podemos citar: crie um site, desenvolva estratégias de marketing de conteúdo, divulgue nas redes sociais e pense em estratégias de anúncio pago.

  1. Utilize um software de gestão para controle financeiro

Todos os processos de controle financeiro exigem extrema atenção por parte do empreendedor. Afinal, sem um controle rígido sobre as contas é praticamente impossível aumentar o faturamento e lucro da sua empresa.


Por isso, é válido fazer uso de um software de controle financeiro, que permite que toda a gestão das finanças ocorra em um único lugar de forma integrada e automatizada. Como resultado, há um melhor acompanhamento financeiro, melhor identificação de erros, previsão de caixa correta, entre diversos outros benefícios.


Dentre todos os softwares do mercado, o Simples Agenda tem se destacado pelos recursos e excelente custo-benefício. As funcionalidades desse software de controle financeiro vão desde fluxo de caixa até emissão de notas fiscais. Tudo dentro do sistema é pensado para otimizar seu tempo e melhorar a visibilidade de dados.


Quer saber mais? Conheça as funcionalidades do Simples Agenda. Ah! O teste é grátis por 35 dias e não precisa cadastrar cartão de crédito.