Simples Agenda Blog para pequenas empresas

Como reverter e evitar o fluxo de caixa negativo na sua empresa

FINANCEIRO

Redator Simples Agenda
16 min leitura 26/04/2020

Ao abrir uma empresa, todo empresário ou empreendedor sabe que está sujeito a encerrar o mês com um fluxo de caixa negativo. Isso acontece muitas vezes pela ausência ou deficiência na gestão financeira do negócio.

A má gestão financeira, mais precisamente no controle de fluxo de caixa, pode trazer algumas consequências graves para a empresa.

Dentre elas falta de capital para expandir o negócio, falta de lucro para continuar as operações e ausência de recursos que deixam a empresa vulnerável às mudanças do mercado. 

Mas, o que de fato pode estar causando esse déficit? Como reverter e evitar o fluxo de caixa negativo? É isso o que vamos descobrir neste artigo. Confira!

Afinal, o que é fluxo de caixa negativo?

Você sabe o que é fluxo de caixa negativo? Bem, para entender esse conceito, primeiro precisamos saber o que é fluxo de caixa. O fluxo de caixa refere-se ao movimento de entradas e saídas de dinheiro do caixa da empresa.

Ou seja, é a diferença entre o dinheiro que você recebe dos seus clientes e o dinheiro que paga suas despesas operacionais em um determinado período. Quando não sobra dinheiro após as despesas, a empresa tem fluxo de caixa livre negativo.

E o que significa fluxo de caixa negativo para a sua empresa? Ele pode levar a atrasos no pagamento dos fornecedores e funcionários e restrições para o pagamento de dívidas bancárias. Como resultado, gera ainda mais despesas decorrentes das altas taxas de juros.

Outro problema comum é que o fluxo de caixa negativo diminui o patrimônio da empresa, o que dificulta a implementação de novos projetos. Por isso, é importante entender o que de fato pode causar esse déficit para evitá-lo. 

Além, é claro, de entender como reverter essa situação. Então, vamos lá...

Quais são os fatores que levam ao fluxo de caixa negativo?

Existem vários motivos pelos quais seu fluxo de caixa pode estar e ficar baixo, como:

Precificação inadequada

Se o fluxo de caixa da sua empresa está negativo repetidamente pode ser que esse problema esteja relacionado com a precificação de produtos ou serviços. Isso significa que se você estiver cobrando muito baixo, não terá condições de arcar com as despesas.

Se estiver cobrando muito alto, então os consumidores podem não estar comprando ou contratando. Isso representa um faturamento baixo. De qualquer forma, sua empresa não terá dinheiro o suficiente em caixa e ainda correrá o risco de ter que fazer empréstimo para continuar operando.

Processos e procedimentos poucos eficientes

É muito comum que pessoas inexperientes ou que não entendem sobre essa área de gestão financeira não façam um controle adequado das despesas, controle de estoque, controle de vendas, dentre outros. Muito menos adotem processos e procedimentos para lançar essas informações no fluxo de caixa.

Como resultado, alguns dados podem não ser contabilizados. Assim, você não sabe exatamente quanto entrou ou saiu do caixa da empresa. 

Além disso, se torna difícil planejar adequadamente suas compras para que elas sejam pagas com o dinheiro que entra com o recebimento das vendas relacionadas a elas.

Gastos financeiros inesperados

Gastos inesperados podem ocorrer a qualquer momento e se você não tem um fundo de emergência para ser usado, o fluxo de caixa da sua empresa pode ficar temporariamente no negativo. 

Alguns gastos inesperados que podem acabar com seu caixa são manutenções de equipamentos não previstos.

Além de compras urgentes de insumos devido ao mau planejamento das compras e adequações na empresa para atender novas legislações, por exemplo. Sem dúvidas, esses imprevistos podem afetar o caixa de fluxo da sua empresa.

Diminuição repentina das vendas

Seja pela entrada de novos concorrentes, períodos de sazonalidade, crise econômica ou falta de planejamento das vendas, seu fluxo de caixa pode ficar desequilibrado. Se você não tem uma reserva de emergência para cobrir as despesas, o caixa fica negativo.

Além disso, a quantidade de produtos encalhados nas prateleiras ou no estoque só piora a situação da sua empresa. Afinal, esses custos se tornam insustentáveis no longo prazo, deixando o seu fluxo de caixa ainda mais negativo.

Como reverter e evitar um fluxo de caixa negativo na sua empresa?

Para se recuperar de um fluxo de caixa negativo e também evitar cometer erros que podem levar a essas situação, confira, a seguir, algumas dicas de como otimizar o fluxo de caixa da sua empresa.

Precifique corretamente os seus produtos/ serviços

Precificar corretamente seus produtos pode ajudar a aumentar as vendas da empresa. Embora isso possa gerar um impacto positivo ou negativo nos seus clientes. Mas se for preciso fazê-lo, faça-o. Quando for precificar seu produto/ serviço leve em consideração o preço da concorrência, seus custos de operação e a margem de lucro desejada.

Renegocie as dívidas com bancos e fornecedores

Em um momento de dificuldade financeira considere a possibilidade de entrar em contato com o banco e com os seus fornecedores para renegociar as dívidas em aberto. Por exemplo, peça um prazo extra para pagar as parcelas e tente diminuir as taxas de juros.

Reduza as despesas desnecessárias

Examine suas despesas operacionais para ver se alguma pode ser reduzida ou, até mesmo, eliminada. Por exemplo, certifique-se de que não está pagando a mais por um insumo que poderia ser adquirido por um preço menor com outro fornecedor sem perder a qualidade. Isso ajuda tanto evitar quanto reverter o fluxo de caixa negativo.

Crie uma reserva de emergência

Como vimos, despesas podem aparecer de forma inesperada e afetar seu fluxo de caixa instantaneamente de forma negativa. Por isso, é importante reservar um dinheiro para cobrir quaisquer custos repentinos. Para definir esse valor, considere os acontecimentos dos últimos anos.

Registre todas as informações constantemente

Se você não registrar regularmente as entradas e saídas do seu fluxo de caixa, dificilmente terá informações precisas sobre o real estado da sua empresa. Dessa forma, poderá achar que está operando no verde, quando na verdade não está, e acabar contraindo mais dívidas. Então, registre todas as informações constantemente.

Mantenha seu fluxo de caixa organizado

Além de registrar todas as entradas e saídas, crie um plano de contas agrupando os diferentes tipos, e depois detalhando cada uma delas para manter o controle de caixa organizado. Isso vai te ajudar a entender o que precisa ser melhorado, como, por exemplo, saber qual o grupo de despesas que está causando problemas no fluxo de caixa.

Use a tecnologia como aliada do seu negócio

Há diversas maneiras para organizar e controlar o seu fluxo de caixa, como planilhas e programas. Porém, o mais indicado é um software de gestão. Uma vez que, com ele, as informações são automaticamente atualizadas através da integração de dados, que garantem a precisão dos dados.

Sem dúvidas, o controle de caixa é essencial para qualquer negócio. Por isso, evite erros que podem acabar prejudicando-o e, consequentemente, deixando seu fluxo de caixa negativo. E, a melhor forma de fazer isso é com um sistema de gestão.

E aí, quer saber mais sobre o assunto? Então aproveite para conferir este conteúdo O que é fluxo de caixa!

Se quiser descobrir como tornar esse processo mais fácil e rápido, conheça o programa de fluxo de caixa da Simples Agenda e aproveite para experimentar grátis por 35 dias!