Simples Agenda Blog para pequenas empresas

Estoque mínimo: o que é e como se organizar?

GESTÃO EMPRESARIAL

Redator Simples Agenda
12 min leitura 29/07/2021

Provavelmente, você já ouviu falar sobre a importância de controlar o seu estoque, acertei?! Mas, o que muita gente não sabe é que para fazer uma boa gestão dos itens estocados é necessário um controle minucioso de vários indicadores, inclusive do estoque mínimo


Afinal, todos os detalhes colaboram não só para uma gestão mais eficiente, mas também para otimização da rotina. O estoque mínimo, por exemplo, é utilizado para garantir uma reserva de mercadoria, a fim de evitar o desabastecimento ou o excesso de itens em estoque. 


Bem importante, não é mesmo?! No entanto, no dia a dia, muitos gestores têm dificuldade de colocar esse conceito em prática e acabam não utilizando o recurso de estoque mínimo. 


Se esse também é o seu caso, você está no lugar certo! Neste conteúdo você vai aprender o que é estoque mínimo, porque ele é tão importante e como calculá-lo. Vamos lá?!

O que é estoque mínimo?

O estoque mínimo - também chamado de estoque de reserva ou segurança - indica a quantidade de produtos que uma empresa deve manter no estoque antes de solicitar nova compra para o fornecedor. 


Sendo assim, em teoria, quando o estoque mínimo é atingido, o empreendedor sabe que é a hora de solicitar uma nova compra. Isso porque o estoque de reserva indica a quantidade de segurança do estoque que evita a falta de produtos durante o ciclo de reposição.


Para isso, o cálculo do estoque de reserva se baseia em dois dados principais: média da venda dos produtos e o ciclo de entrega do fornecedor. 

Qual a importância de controlar o estoque mínimo?

Sem o controle de estoque mínimo, o empreendedor pode enfrentar problemas como: desabastecimento de mercadorias, perda de vendas e ainda dificuldade em cumprir prazos com o cliente.


O estoque mínimo também é especialmente importante em períodos de picos de vendas - como natal ou dia das mães - uma vez que evita o esgotamento de produtos. 


Isso porque ele permite que a empresa realize a compra de mercadorias com base em dados estratégicos e confiáveis. E, assim, garante que você tenha a quantidade ideal de produtos, evitando itens parados no estoque ou compras de urgência. 


Tudo isso colabora para clientes mais satisfeitos e melhor gestão do fluxo de caixa.

Como calcular o estoque mínimo?

Calcular o estoque mínimo pode ser mais simples do que você imagina. 


Acompanhe o passo a passo:

  1. Analise o inventário da sua empresa

O primeiro passo é emitir o relatório do seu controle de estoque com o ranking dos produtos mais vendidos em determinado período - por exemplo, dos últimos 6 ou 12 meses. 


Isso é importante para ter controle exato sobre o que sua empresa vende, além de evidenciar as variações que acontecem de acordo com a época do ano, como a Black Friday.


Afinal, o valor do seu estoque mínimo vai influenciar diariamente no seu estoque final, portanto, é preciso se basear em dados confiáveis na hora de fazer as contas. 

  1. Calcule qual é a média diária de vendas

Agora, você deve calcular a média diária de vendas. Para isso, basta utilizar a fórmula:


Total da quantidade vendida / dias do período = média diária 


Que tal um exemplo? Supondo que a sua empresa vendeu 1800 itens de um determinado produto em 6 meses (180 dias). Nesse caso, a média diária é de 10 itens. 

  1. Descubra qual é o tempo de reposição

O próximo passo é investigar qual é o tempo necessário para a reposição de cada produto. Para descobrir esse valor você deve utilizar a seguinte fórmula: 

O tempo que você precisa para realizar esse pedido + tempo de entrega do fornecedor (desde o pedido até a entrega) =  tempo de reposição.

Considerar o tempo de demora para realizar o pedido é importante nas empresas que não fazem a solicitação para o fornecedor de maneira imediata. 

Por exemplo, quando a solicitação para o fornecedor só acontece em dias específicos da semana ou quando é necessário aguardar a aprovação da diretoria.

Então, imagine que o seu fornecedor pede o prazo de 10 dias para entregar o sua solicitação e você, geralmente, demora 2 dias para concluir o pedido antes de enviá-lo. Então, o tempo de reposição do produto é de 12 dias. 

  1. Defina seu estoque mínimo

Então, finalmente, vamos ao estoque mínimo, ou seja, a quantidade mínima de produtos que você precisa ter em estoque para atender o mercado enquanto o seu fornecedor não entrega a reposição. Para calcular, basta utilizar a fórmula:


Média diária * tempo de reposição (em dias) = estoque mínimo 


Seguindo os mesmos exemplos: 10 (média diária de vendas) *12 (dias para reposição) = 120 (itens necessários no estoque mínimo). Sendo assim, o estoque mínimo deste item é de 120 unidades. 

  1. Estabeleça uma margem de segurança

Outra boa dica é estabelecer uma porcentagem de segurança acima do estoque mínimo para ser mais uma barreira contra o desabastecimento. A margem é importante para te assegurar caso as vendas ultrapassem a média habitual ou aconteça algum atraso do fornecedor.


Para criar uma margem de segurança, você pode definir um percentual para aplicar no seu estoque mínimo. Por exemplo, em uma margem de 5%, o seu estoque mínimo passa a ser 126 e não somente 120. 

  1. Atualize o estoque mínimo sempre que necessário

Ah! E não se esqueça de atualizar o seu estoque mínimo de tempos em tempos, o recomendado é que você faça isso a cada dois meses para entender melhor seu fluxo de vendas. 


Também vale se preparar com cautela para datas com picos de vendas. Isso porque datas comemorativas, como feriados, ou sazonalidades podem alterar o seu giro de estoque.

Como simplificar o controle de estoque?

Para simplificar e automatizar a sua rotina, vale a pena contar com um sistema de controle de estoque. O software oferece recursos que vão desde o cadastro de produtos até controle do seu estoque mínimo. Tudo online e seguro. 


Dentro do sistema boa parte das tarefas são automatizadas e é muito mais simples acompanhar e interpretar dados na hora de tomar decisões. Quer saber mais?! Então, acesse o link e entenda como um sistema de controle de estoque pode ajudar a sua empresa.