Simples Agenda Blog para pequenas empresas

O que é fluxo de caixa e o que ele pode fazer pela sua empresa?

FINANCEIRO

Gabriela Vitória Redatora Freelancer
12 min leitura 18/05/2020

Você sabia que a falta de dinheiro é a principal razão pela qual as empresas fracassam? E a má gestão do fluxo de caixa é um dos motivos para que isso aconteça. É por isso que é tão importante que as empresas entendam esse processo.

Mas você ainda não sabe o que é um fluxo de caixa nem o que ele pode fazer pela sua empresa? Não se preocupe. Pois, neste post, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Ainda dar algumas dicas sobre como fazer um fluxo eficiente. Acompanhe!

Afinal, o que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa refere-se à movimentação de dinheiro que entra e sai da sua empresa durante um período de tempo específico, normalmente ao longo de um mês. Sendo que as entradas de caixas, ou receitas, são geradas por meio da venda de produtos ou serviços.

Também do dinheiro ganho por meio de investimentos ou empréstimos. Mas atenção, o dinheiro que os seus clientes lhe devem ainda não é contabilizado no seu fluxo de caixa. É apenas o que está disponível em sua conta bancária ou no caixa da empresa.

Já as saídas de caixa, elas são as despesas operacionais, os pagamentos a fornecedores, a compra de equipamentos e o pagamento de empréstimos bancários. E o seu fluxo de caixa pode ser positivo ou negativo. Ele é positivo quando as entradas são maiores do que as saídas.

E negativo quando acontece o contrário. Como é calculado o fluxo de caixa? Basicamente é a receita menos a despesa. Mas existem vários tipos de fluxo de caixa e cada um deles leva em consideração alguns itens específicos em seus cálculos. Veja alguns deles:

  • fluxo de caixa operacional: é o caixa gerado nas operações comerciais diárias. São apenas as despesas essenciais para a execução das atividades operacionais da empresa;
  • fluxo de caixa de investimento: representa o caixa usado para investir em ativos, recursos da venda de outros negócios e equipamentos;
  • fluxo de caixa projetado: é a projeção das despesas e receitas futuras para identificar riscos que podem comprometer a saúde do negócio;
  • fluxo de caixa direto: engloba as receitas e despesas operacionais do negócio e também os investimentos, necessidade de capital de giro e os impostos.

É importante entender cada um dos diferentes tipos de fluxo de caixa, pois a escolha depende dos objetivos da empresa e das necessidades administrativas do momento.

Qual a importância do fluxo de caixa para a sua empresa?

Deixar de monitorar corretamente o fluxo de caixa do seu negócio pode colocá-lo em risco e trazer sérios problemas. Um dos problemas é acreditar que está tendo lucro e na verdade não ter dinheiro o suficiente para pagar as suas contas já que você não deve contar com o dinheiro que ainda tem para receber.

Nem terá dinheiro para investir no crescimento da sua empresa e para se preparar para possíveis imprevistos. Além de ter que lidar com estoque em excesso. Isso acontece porque o fluxo de caixa permite entender as maneiras pelas quais a empresa está gerando receita.

Ou seja, com ele é possível identificar quais são os produtos/ serviços que estão vendendo pouco ou muito. Mas se você não monitora o fluxo de caixa não terá essa informação e provavelmente comprará materiais em excesso, o que representa dinheiro parado ou perdido.

Sem contar que a má gestão do fluxo de caixa pode gerar saldos negativos que envolveriam empréstimos bancários, falta de pagamento para os fornecedores e colaboradores. Por outro lado, um gerenciamento adequado ajuda a prever quando o dinheiro estará escasso e, então, se preparar para isso.

Também a manter o saldo positivo, o que aumentará as chances dos seus credores confiarem em você, a ter dinheiro o suficiente para investir em novas oportunidades quando elas surgirem. Além de permitir ter condições para sobreviver em meio às crises.

Como melhorar o seu fluxo de caixa?

Aqui estão algumas dicas para gerenciar melhor o seu fluxo de caixa:

Corte as despesas

O seu primeiro passo é saber exatamente onde está gastando o seu dinheiro. Então, anote todas as despesas e categorize-as por departamento. Depois analise a porcentagem gasta e veja se não está tendo gastos excessivos ou, até mesmo, desnecessários. Se sim, faça os cortes necessários e urgentes.

Tenha um controle rigoroso do estoque

Quanto mais dinheiro você acumula no estoque, menos dinheiro você terá disponível para cobrir as despesas. Sem contar que a falta de controle do estoque pode gerar um excesso de materiais que se tornam obsoletos e difíceis de serem vendidos.

Sincronize as contas a receber e a pagar

Você deve tentar sincronizar os pagamentos recebidos com os pagamentos efetuados. Pois pode acontecer de você precisar de dinheiro para pagar um fornecedor e não ter receita suficiente para isso. Como resultado, sua empresa fica inadimplente e pode perder credibilidade.

Acelere as suas contas a receber

Quanto mais rápido seus clientes pagarem você, mais fluxo de caixa terá. Por isso, os incentive a pagarem antecipadamente, principalmente os devedores. Por exemplo, você pode oferecer descontos exclusivos para pagamentos à vista ou em apenas um parcela no cartão.

Atraia mais clientes para o seu negócio

Você também pode aumentar as suas receitas atraindo novos clientes para o seu negócio. Opções não faltam para isso, como melhorar o atendimento, estar mais presente nas redes sociais, aproveitar o marketing de influenciadores e fazer parcerias com outras empresas.

Pague as dívidas mais rapidamente

Quanto mais rápido pagar a sua dívida, menos precisará pagar de juros mais tarde. Isso significa que é menos dinheiro saindo do seu negócio. Mas atenção: para não comprometer o saldo antecipe o pagamento da dívida quando as vendas estiverem em alta.

Invista em softwares de gestão

Para melhorar o fluxo de caixa da sua empresa, é importante manter registros precisos e completos das entradas e saídas. A tecnologia pode ser a sua aliada nesse momento. Então, invista em softwares de gestão online para o controle de fluxo de caixa.

Agora que já sabe o que é fluxo de caixa e como gerenciá-lo de maneira eficiente, é com você. Se quer descobrir como tornar esse processo mais fácil e rápido, conheça o programa de fluxo de caixa da Simples Agenda e aproveite para experimentar grátis por 35 dias!