Simples Agenda Blog para pequenas empresas

Como manter os dados dos seus clientes em segurança?

GESTÃO EMPRESARIAL

Redator Simples Agenda
14 min leitura 10/03/2022

Dados são importantes ativos empresariais e precisam ser armazenados e utilizados com os devidos cuidados.

Em um mundo cada vez mais digital, os gestores organizacionais já entenderam o valor que têm as informações de seus clientes e fazem o possível para mantê-las seguras.

Nesse contexto, a segurança de dados é uma preocupação fundamental dentro das empresas de diferentes portes e segmentos, não apenas nas que trabalham com tecnologia.

No Brasil, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em 2020 com o intuito de assegurar a privacidade dos dados dos cidadãos e este é mais um motivo para as empresas priorizarem a segurança de dados.

São diversos os escândalos envolvendo vazamento de dados em empresas, inclusive de grande porte, e essas situações reforçam a necessidade de abordar o tema dentro das organizações.

O grande desafio dos gestores, considerando sua preocupação crescente dos próprios clientes com a segurança, é conquistar credibilidade no que diz respeito ao tratamento adequado dos dados.

Neste artigo, vamos enumerar as principais ações e cuidados que você pode implementar em seu negócio para manter os dados dos seus clientes seguros.

Continue a leitura!


Dicas para garantir a segurança dos dados dos seus clientes

Nos últimos anos, vem acontecendo uma tomada de consciência progressiva a respeito dos rastros digitais deixados por cada atividade online.

Esses rastros correspondem a dados que podem ter funcionalidades diversas tanto para as empresas quanto para os cibercriminosos. 

A LGPD foi criada justamente com o intuito de estabelecer regras quanto ao armazenamento, tratamento e compartilhamento de informações, além das diferentes possibilidades de sanções administrativas.

Mas seja pela necessidade de conquistar a confiança dos clientes seja pela intenção de cumprir os requisitos da LGPD, as empresas têm investido em diferentes formas de proteger as informações dos seus clientes.

Por isso, listamos a seguir algumas medidas que você pode tomar para manter seguros os dados dos seus clientes dentro das rotinas do seu negócio. Confira!


Seja transparente nas relações com os clientes

É um requisito da própria LGPD que os cidadãos sejam informados sobre a razão da necessidade de coleta de seus dados e sobre como eles serão utilizados.

Então, nem é preciso dizer que você não pode enganar os seus clientes ou deixar de fornecer alguma informação sobre o armazenamento e a utilização de seus dados.

A falta de transparência prejudica a credibilidade do seu negócio e também pode ter consequências legais.

Então, é importante criar e divulgar uma política de privacidade que deixe claras todas as informações sobre os processos internos que envolvem o tratamento de dados.

Em outras palavras, os clientes precisam saber como seus dados serão utilizados, como ficarão armazenados e quais são as medidas de segurança adotadas pela empresa.


Mantenha seus sistemas atualizados

Certamente você não lida com os dados de seus clientes de forma manual. Eles devem passar por diferentes sistemas ao serem processados e utilizados.

Esses sistemas precisam ser seguros para que você garanta a proteção das informações envolvidas.

Mas muitos gestores acabam adiando ou até mesmo ignorando a atualização de seus softwares, sobretudo em períodos de maior intensidade do fluxo de informações.

A justificativa é sempre a mesma: uma parada para atualizar os sistemas pode atrasar todo o processo e prejudicar os negócios.

Porém, os danos que um vazamento de dados pode causar à empresa são imensamente mais significativos do que um possível atraso em função das atualizações.

Existem mercados inteiramente dedicados à comercialização ilegal de dados e os cibercrimiosos contam a cada dia com recursos mais aprimorados para explorar vulnerabilidades de segurança.

Ou seja, quando você deixa de fazer uma atualização, aumenta-se consideravelmente os riscos de sua empresa sofrer um ataque cibernético.

Muitas vezes, as próprias atualizações são disponibilizadas com foco na melhoria da segurança quando os desenvolvedores das aplicações detectam vulnerabilidades e buscam corrigi-las. 

Portanto, qualquer desvantagem associada à manutenção dos seus sistemas sempre atualizados pode ser considerada bem menor do que os riscos corridos quando você deixa as atualizações de lado.


Faça testes de vulnerabilidade

Uma das formas mais eficazes de evitar possíveis ataques é se adiantar a eles no que se refere à exploração de possíveis vulnerabilidades em seus sistemas. 

Os padrões mínimos de segurança já não são suficientes para garantir a proteção dos dados dos seus clientes.

Por isso, é preciso avaliar periodicamente tanto os sistemas pelos quais os dados circulam quanto os próprios sistemas de proteção.

Em outras palavras, você precisa procurar pelas vulnerabilidades dos seus sistemas e saná-las antes que os hackers as descubram e as explorem.

Já existem no mercado ferramentas que funcionam como scanners de vulnerabilidades e podem ser executadas periodicamente para verificar a segurança dos seus sistemas.

Além disso, você pode contratar um especialista em segurança cibernética para fazer análises periódicas.

Lembre-se de que é importante estar sempre em busca das vulnerabilidades, pois um sistema considerado seguro hoje pode apresentar fraquezas amanhã.


Promova treinamentos para sua equipe

É sempre bom lembrar que os sistemas são operados por pessoas. Então, é fundamental que sua equipe esteja treinada e preparada para possíveis tentativas de ataque. 

Não importa quão aprimorados sejam os softwares de segurança que você utiliza, o erro humano é sempre uma possibilidade.

Assim, além de investir em ferramentas de segurança, você também precisa manter seus colaboradores treinados e atualizados sobre as possibilidades de ataques e sobre os procedimentos internos de segurança. 

Além disso, é preciso que a equipe esteja ciente sobre a política de privacidade da empresa e se engaje em seu cumprimento.

Ou seja, os colaboradores precisam ser conscientizados sobre os procedimentos de segurança. Assim, haverá uma queda considerável dos riscos de vazamento de dados.


Tenha um plano de resposta a incidentes

Por mais que você invista em segurança de dados e treine sua equipe, é importante estar preparado para os incidentes.

Isso significa que você precisa ter um plano de resposta para a recuperação dos dados em caso tanto de ataques cibernéticos quanto de erros humanos quanto ao tratamento de dados. 

Faça um planejamento de contingência para diminuir os possíveis impactos de um vazamento, priorizando a gestão de crise e os procedimentos para a retomada das atividades.


Monitore suas aplicações

O monitoramento é um dos grandes aliados da segurança digital. Quando você monitora um sistema, consegue identificar situações atípicas e solucionar possíveis falhas antes que elas aconteçam de fato. 

E, para cumprir esta etapa do seu planejamento para a manutenção dos dados dos seus clientes em segurança, recomendamos o Hosts.Green.

Hosts.Green é o primeiro software brasileiro em SaaS que monitora seus aplicativos web, servidores, URL's e links com IP's dinâmicos ou fixos.

Além disso, ele também promove a transparência do status da sua aplicação para os seus clientes, te ajudando a ganhar mais confiabilidade. 

Você também pode aproveitar os recursos de Ping, Telnet, Websites Check-in, Certificados Expirados, Domínios Expirados e SMTP.

Faça um teste gratuito e dê um importante passo na garantia de segurança para os dados dos seus clientes.

Gostou do conteúdo?! Para continuar aprendendo sobre estratégias para a manutenção e crescimento da sua empresa, continue acompanhando o blog do Simples Agenda.

---

**Este conteúdo foi idealizado e escrito pela Hosts.Green, empresa parceira do Simples Agenda.