Simples Agenda Blog para pequenas empresas

Como gerar carnê de pagamento e como funciona

GESTÃO EMPRESARIAL

Gabriela Vitória Redatora Freelancer
11 min leitura 18/06/2020

Oferecer meios de pagamentos que atendam ao seu cliente é indispensável para o sucesso da venda. Por mais que o consumidor esteja muito interessado na compra, se na hora do pagamento ele não encontrar a condição que precisa, é bem provável que ele desista. 


Nesse sentido, oferecer várias formas de pagamento deixou de ser um diferencial e passou a ser uma obrigação. O ponto é que disponibilizar o carnê de pagamento pode ser sinônimo de mais clientes. Não acredita? Então continue a leitura e entenda como funciona esse recurso e como gerar carnê de pagamento. 


O que é carnê de pagamento?


De forma simplificada: o carnê de pagamento são vários boletos bancários do parcelamento de uma compra. Normalmente, o carnê é utilizado em uma venda maior ou na prestação de um serviço contínuo. 


Nesse documento impresso você deve encontrar todas as informações referentes a venda, além de todas as parcelas a serem pagas. A data de vencimento dos boletos é acordada com o vendedor do produto ou serviço. O mais comum é que os boletos tenham vencimento mensal. 

Como funciona o carnê de pagamento?


O carnê de pagamento ganhou espaço devido a possibilidade de parcelamento sem cartão de crédito. A boa notícia é que qualquer empresa pode optar por esse método. Mas, será que vale a pena?


Segundo um levantamento realizada pelo SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), em 2019, três em cada dez brasileiros utilizaram o crediário para realizar compras. A partir daí, conseguimos perceber o impacto dessa forma de pagamento no mercado.


Existem dois tipos de carnês de pagamento. O que mais se tem visto são vários boletos bancários juntos. Assim, o cliente pode utilizar o código de barras para realizar o pagamento e, até mesmo, agendar no banco para que a quitação dos boletos ocorra automaticamente todo mês.


Outro tipo, são os carnês mais antigos. Eles têm um formato de "bloquinho" e alguns não oferece código de barras. Assim, o cliente tem mais dificuldade na hora de quitar a parcela. 


Mas, e se o cliente não pagar as parcelas do carnê? Fiquei tranquilo! Se for emitido da forma correta, o carnê de pagamento pode ser considerado um documento legal garantindo o compromisso do consumidor com o pagamento da compra parcelada. Desde que tenha a assinatura do cliente, é possível, inclusive, cobrar judicialmente o devedor. 


Diferenças entre carnês e boleto bancário


Agora que você já sabe o que é carnê de pagamento, chegou a hora de comparar com o boleto bancário. Vamos lá?!

Boleto


Gerar boleto bancário é simples, além de ser um dos meios de pagamento mais utilizados no Brasil. Anualmente, mais de 6,6 bilhões de boletos são gerados no país.


Esse tipo de cobrança permite que o consumidor tenha facilidade na hora de realizar o pagamento. O boleto pode ser pago no banco ou em aplicativos e Internet Banking, além de correspondentes bancários, lotéricas e até mesmo em farmácias.


Outro diferencial desse método de pagamento em relação ao cartões de crédito é que o cliente não precisa fornecer seus dados bancários. Esse processo garante maior segurança para o consumidor. Por isso, os boletos são muito utilizados em compra online.


Para a empresa, outra vantagem é que o boleto possibilita a cobrança de juros e multas do cliente caso aconteça atraso no pagamento. Mas, é importante ressaltar que, mesmo com o boleto vencido, o cliente consegue pagar o documento.

Carnê de pagamento


As vantagens encontradas no método de boleto, também podem ser encontradas no carnê de pagamento. A principal diferença entre os dois formatos é que o boleto é utilizado para pagamento à vista e o carnê, a prazo. 


O carnê de pagamento é de grande vantagem para quem vende em crediário próprio (cartão da loja, carnê ou boleto). Os itens mais comprados nessa forma de pagamento são roupas e calçados, eletrônicos, móveis e eletrodomésticos.

Porque gerar carnês de pagamento na sua empresa?


Já vimos que gerar carnês de pagamento pode aumentar a clientela na sua empresa. Continue a leitura e entenda as vantagens desse meio de pagamento.

Melhore a experiência do consumidor


O objetivo de todo empreendedor é causar a sensação de "uau!" no cliente. Buscar formas de surpreender ou simplesmente atender as necessidades do seu consumidor é o caminho para o sucesso. 


Por isso, ofereça mais essa opção de pagamento e deixe o cliente escolher de acordo com o momento que ele está vivendo. Quem não gostaria de ser atendido assim?


Realize mais vendas


O carnê é uma boa opção para quem quer concluir a compra, mas não possui o valor disponível no limite no cartão nem o dinheiro à vista. Além disso, o cartão de crédito pode cobrar juros, dificultando o fechamento da venda.  


Adotar um meio de pagamento simples e menos burocrático, como o carnê, é uma boa solução para fechar mais vendas. 


Facilidade na cobrança de juros e multas


É você quem decide se será cobrado do cliente multas ou juros caso ocorra atraso na pagamento da parcela. De acordo com a configuração da cobrança, a empresa pode: optar por não multar o cliente, multar apenas depois de alguns dias de atraso ou aplicar o juros já no primeiro dia após o vencimento.

Como emitir carnês com facilidade e sem burocracia?


O principal cuidado na hora de gerar carnê de pagamento é garantir que todos os boletos estejam com a data de vencimento subsequente e o valores corretos. Outro ponto importante é que o carnê precisa conter os dados do cliente, da sua empresa e o banco emissor. 


Para que tudo saia conforme o planejado a melhor opção é contar com um emissor de carnê de pagamento. Esse tipo de software possibilita a emissão de carnês com poucos cliques. Além disso, é possível incluir todos os dados necessários automaticamente no carnê de pagamento.


Como? Com um software que ofereça não só o emissor, mas uma solução completa para a sua empresa. O Simples Agenda é um software de gestão empresarial e conta com o recurso de emissão de boletos e carnês.


Dessa forma, os processos da sua empresa passam a ser integrados. Ao realizar a venda, o sistema é capaz de aproveitar os dados na forma de pagamento. Quer ver como é simples emitir carnê de pagamento através do Simples Agenda? Acesse o tutorial ou teste grátis!